Agropecuária brasileira contribui para a redução do aquecimento global

* Por Kátia Abreu

O Brasil tem avançado nos últimos anos no firme propósito de reduzir as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEEs), responsáveis pelo aquecimento global. A redução do desmatamento da Amazônia, que, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), registrou a menor taxa em 23 anos, mostra que estamos no caminho certo.

Mas ainda há muito a ser feito. A adoção de tecnologias e práticas industriais e agrícolas é fundamental para controlar e reduzir as emissões dos gases de efeito estufa – gás carbônico (CO2), gás metano (CH4) e óxido nitroso (N2O), garantindo as condições necessárias para conciliar o necessário desenvolvimento do País com o crescimento sustentável.

Para o setor agropecuário, o desafio é evoluir das práticas convencionais para uma agricultura de baixa emissão de carbono, sem deixar de proporcionar renda aos agricultores e alimentos de qualidade e baratos para a população. Os produtores brasileiros estão preparados para enfrentar esse desafio e elevar a agropecuária nacional para um novo patamar de sustentabilidade.

Com o Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono, o Governo federal inicia, no Brasil, um novo ciclo de desenvolvimento agropecuário. Por meio do Programa para Redução de Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura (Programa ABC) são financiadas práticas e tecnologias adequadas e também sistemas produtivos eficientes que contribuem para a menor redução dos gases causadores do efeito estufa.

O programa ABC também garante ao produtor maior capacidade de pagamento, pois o crédito é oferecido com prazos de carência e de pagamento diferenciados, além de taxas de juros mais baixas.

Todas as condições dos financiamentos e as regras para acesso a essa linha podem ser consultadas neste guia, elaborado pela CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) a partir de um projeto desenvolvido em parceria com a Embaixada Britânica e com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e do
Banco do Brasil.

Queremos que você conheça um pouco mais sobre a agricultura de baixo carbono e o Programa ABC e colabore para um novo ciclo de avanço do setor, garantindo as necessárias condições para a agropecuária brasileira se consolidar como a maior e a mais sustentável do planeta.

* SENADORA KÁTIA ABREU – Presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA

Deixe seu comentário sobre este assunto:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s