Produtora de Goiás recupera 80% de pastagens degradadas em cinco anos

 

*Do Canal do Produtor

Um infortúnio levou a professora universitária Marize Porto Costa a tomar frente na administração da fazenda Santa Brígida, situada no município de Ipameri (GO), a 200 Km de Goiânia. Com a morte do marido, em 2002, Marize teve que assumir o comando da fazenda de 930 hectares, com uma grande área degradada de pastagem. “Antes eu não plantava capim, só cupim”, brinca a professora de odontologia, que hoje comemora os frutos colhidos com a implantação do sistema integrado Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF). Marize contou sua bem-sucedida experiência no seminário de Capacitação do Guia de Financiamento da Agricultura de Baixo Carbono, realizado nesta terça-feira (31/1), na Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Brasília.

Veja a matéria completa no Canal do Produtor: www.canaldoprodutor.com.br

Deixe seu comentário sobre este assunto:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s