Palavra da ciência

O representante da EMBRAPA, Paulo Roberto Galerani, falou sobre a importância do desenvolvimento das tecnologias estabelecidas no 15ª Conferência das Partes (COP), realizada em Copenhague, na Dinamarca, em 2009. Galerani ressaltou que “o desafio é produzir tecnologia que esteja de acordo com a política de mitigação e captação de gases do efeito estufa”.

Estudo comprova benefícios

O pesquisador apresentou  estudo realizado pela Embrapa sobre  os benefícios de práticas sustentáveis na fazenda.  Paulo Roberto Galerani mostrou  como a integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) pode beneficiar a propriedade a partir de uma experiência feita com eucalipto. Segundo o estudo, com 227 árvores por hectare é possível neutralizar, em um ano e quatro meses, uma quantidade de GEEs emitida por dois animais de 450 quilos cada.

Com 357 árvores/hectare,  é possível  evitar uma emissão feita por três animais. “A integração com o plantio de eucalipto é apenas uma das técnicas que podem trazer benefícios, mas você pode evitar emissões com outras alternativas dentro da integração lavoura-pecuária-floresta. Em um espaço maior de tempo, o produtor evita uma emissão muito maior”, afirmou.

 

Deixe seu comentário sobre este assunto:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s