Integração Lavoura-Pecuária-Floresta

*Pablo Ulisses (texto) e Igo Estrela (fotos)

 As fotos abaixo são exemplos práticos de uma das técnicas mais adotadas dentro da agricultura de baixo carbono: a integração lavoura-pecuária-floresta. Com ela, é possível produzir durante o ano inteiro, a partir da alternância de culturas de grãos e pecuária, por exemplo. Durante uma parte do ano, planta-se soja, milho, feijão, sorgo, que após a colheita dão lugar às pastagens, por meio do cultivo do capim ou da braquiária, que servem para alimentar o gado, evitando perda de peso dos animais principalmente nos períodos de seca, quando ocorre a entressafra. E junto com a agricultura ou a pecuária, há o cultivo de árvores como o eucalipto, e a opção de produzir madeira. O benefício com essas práticas é o aproveitamento eficiente de uma determinada área da propriedade, ampliando a produtividade e gerando renda com a atividade rural, sem falar na preservação de boa parte da fazenda com cobertura original nativa.

Image

Image

Image

Um fato que cabe mencionar é que dentro da iLPF há vários termos utilizados que são alguns sistemas dentro desta integração: um deles é o sistema Santa Fé, no qual a pastagem plantada vai de encontro às lavouras.

 Image

*Enviados especiais a Ipameri

Deixe seu comentário sobre este assunto:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s