Expogrande 2012: palestra responde dúvidas sobre Programa ABC e FCO

Por: Ana Brito / Do Rural Centro

O programa consiste basicamente em disponibilizar novas linhas de financiamento ao produtor e traz como diferencial o cuidado com o meio ambiente, principalmente estimulando a recuperação de pastagens e sistemas como integração lavoura-pecuária-floresta.

O ABC traz ao setor uma mudança de paradigma: ao contrário das linhas comuns de crédito rural, o ABC não financia apenas itens de investimento, mas também finalidades.  O sistema novo se faz eficiente através de ações internas (como treinamento, reuniões de sensibilização, etc.) e externas (como treinamento da assistência técnica, palestras em todo o Estado) do Banco do Brasil.

Dentro de todas as propostas atrativas ao setor, com juros de 5,5% ao ano e com um prazo entre 5 e 15 anos, os contemplados devem passar por uma avaliação do Banco do Brasil. Para isso, o pecuarista deverá apresentar um projeto avaliado por um agrônomo, que informe que tipo de procedimento será realizado na fazenda, quais suas necessidades e objetivos.

Além disso, o Banco do Brasil vai analisar, junto ao pecuarista, o valor que ele precisa para modificações na propriedade e também acompanhará periodicamente a evolução da execução do projeto. Durante o evento, em resposta aos produtores que tiveram a proposta de financiamento nega, o Banco do Brasil admitiu que as linhas de financiamento serão expandidas daqui pra frente.

Em entrevista concedida à Rural Centro, Eusébio explica que na realidade os produtores vêm avançando em sentido a essas novas linhas de financiamento, principalmente com a maior difusão das informações, do conhecimento e da abrangência do programa ABC e do entendimento de como deve ser aplicado esses recursos, da assistência técnica estar presente.

“Tudo isso é um processo de aprendizado, hoje atuamos com um nível diferente ao de 2011, o que houve na demora da distribuição desses recursos foi a falta do produtor saber as possibilidades que pode ter com esse programa”, acrescenta.

João Pedro Batista da Silva, agropecuarista de Campo Grande/MS, acredita que os juros propostos pelo Banco são aceitáveis e que pretende buscar mais informações, o fato da instituição financeira avaliar o financiamento com limite do produtor é uma atitude válida, o único problema é o prazo final de 12 anos, em que acredita que é impossível de seguir normativa exigida pelo BB.

São seis as iniciativas apoiadas pelo Programa ABC que visam contribuir para a preservação do meio ambiente e para a sustentabilidade da produção agropecuária: Plantio direto na palha; Recuperação de pastos degradados; Integração lavoura-pecuária-floresta; Plantio de florestas comerciais;  Fixação biológica de nitrogênio e Tratamento de resíduos animais

Outro dado apresentado no evento é o FCO que é voltado ao centro-oeste e se trata de um conjunto de programas de financiamento voltado para o atendimento do setor produtivo agropecuário, visando contribuir para o desenvolvimento econômico e social da região centro-oeste.

www.ruralcentro.com.br

Deixe seu comentário sobre este assunto:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s