Programa “Mais Pastagem” continua

Ontem o evento aconteceu na cidade de Figueirão. Hoje é a vez do município de Camapuã receber o Programa Mais Pastagem, que orienta os produtores rurais a recuperar pastagens de sua propriedade.

O Programa é oferecido pela Administração Regional do SENAR de Mato Grosso do Sul. “O objetivo é dar subsídio ao produtor para que ele possa aumentar a rentabilidade, gerar renda e manter sua produção sustentável”, diz  Clodoaldo Martins, Superintendente do SENAR/MS.

O ciclo de palestras está sendo realizado na sede da Câmara Municipal de Camapuã. Os particiantes recebem informação sobre recuperação de pastagem, os benefícios da integração lavoura-pecuária e floresta e linhas de crédito para o setor, como a linha específica do Programa de Agricultura de Baixo Carbono (ABC), com juros de 5% ao ano e limite de R$ 1 milhão, 100%  financiável e prazo de 15 anos para pagamento.

A recuperação de pastagens é a saída para que Camapuã (MS) aumente a produtividade na pecuária de corte e leite. São 1.100 produtores rurais, com um rebanho de 514 mil cabeças de gado. O município é conhecido como a Capital do Bezerro de Qualidade.

Outras informações no site do SENAR/MS: http://www.senarms.org.br.

Orientações para recuperação de pastagem

50 produtores rurais estão reunidos hoje na sede da Câmara Municipal de Figueirão, em Mato Grosso do Sul, para falar sobre recuperação de pastagem. “Nossa maior preocupação é o pecuarista com a situação financeira que limita investimentos”, disse o prefeito Getúlio Barbosa, durante a abertura do Workshop Mais Pastagem, promovido Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR/MS.

Getúlio Barbosa, prefeito de Figueirão (MS)

Durante o evento, o Banco do Brasil apresentou informações sobre linhas de crédito, como a disponível pelo Programa de Agricultura de Baixo Carbono (ABC), com juros de 5% ao ano e limite de R$ 1 milhão, 100% financiável e com prazo de 15 anos para pagamento. Também foi apresentada a linha FCO Rural, com taxas de juros estabelecidas conforme a receita do produtor rural e limite de R$ 20 milhões. As técnicas de recuperação de pastagem, integração Lavoura-Pecuária-Floresta e as perspectivas do mercado agropecuário também são temas de palestras do workshop.

Produtores rurais interessados em saber mais sobre as técnicas de recuperação de pastagem podem entrar em contato com a FAMASUL: http://www.famasul.com.br/

Outras informações no Canal do Produtor: www.canaldoprodutor.com.br