SENAR e instituições se mobilizam para impulsionar difusão de técnicas de agricultura de baixa emissão de carbono

ILPF_Goiania

Projeto ABC Cerrado sensibiliza o produtor a investir com retorno econômico e meio ambiente preservado

A necessidade de alinhar ações e acelerar a difusão de técnicas de agricultura de baixa emissão de carbono reuniu diversas instituições que atuam na área no seminário “Transferência de tecnologias em rede de ILPF para o Estado de Goiás”, realizado na sede da Embrapa Arroz e Feijão, em Santo Antônio de Goiás (GO), nesta terça-feira (16/6). Participaram do encontro representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), da Embrapa, da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater-GO), da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seagro) e do Ministério da Agricultura.

O assessor técnico do Departamento de Educação Profissional e Promoção Social (DEPPS) do SENAR, Rafael Nascimento da Costa, explica que o evento pretende reunir as atividades e pesquisas que já estão sendo desenvolvidas para fomentar a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), com as metas previstas dentro do Projeto ABC Cerrado. Ele fez uma apresentação sobre a execução do projeto e as ações em parceria com outras instituições.

ILPF_Rafa

“A ILPF junta várias técnicas de ABC dentro de uma única: recuperação de pastagens, plantio direto, florestas plantadas, etc. Estamos unindo esforços para melhorar a difusão dessas técnicas. Vamos promover 600 capacitações nas tecnologias previstas e, somente em Goiás, a nossa meta é formar 15 Unidades de Referência Tecnológica (URTs)”, ressalta.

O pesquisador da Embrapa Flávio Wruck acredita que as entidades devem “trabalhar de mãos dadas” para alavancar a ILPF em Goiás. Segundo ele, a ideia é juntar iniciativas que são afins – como o Projeto Rede de Transferência de Tecnologias em ILPF, da Embrapa, e o Projeto ABC Cerrado, do SENAR – para ampliar a atuação e otimizar recursos. Wruck aponta que as duas instituições poderão, por exemplo, realizar capacitações de técnicos, implantação e condução de URT’s e dias de campo em conjunto.

ILPF_Flavio

“O SENAR tem uma rede de trabalho muito bem organizada dentro de Goiás, com nove regiões mapeadas, e contato com sindicatos rurais. Isso será um grande trunfo para difundirmos a ideia de ILPF pelo Estado todo. A Embrapa entrará com o conhecimento. Será uma simbiose. Quando duas entidades desse porte encabeçam as ações, fica mais fácil de atrair outras instituições”, avalia.

Para o representante do Mapa, Felipe de Carvalho Corrêa, além de apresentar o que cada instituição está fazendo, o seminário ajuda a evitar uma sobreposição desnecessária de ações. Ele lembra que o Plano ABC é uma iniciativa do Governo Federal e que a responsabilidade do Ministério é disseminar o programa, mas a execução das atividades cabe às entidades estaduais.

ILPF_Felipe

“O SENAR está contribuindo através do Projeto ABC Cerrado. Pela expertise que a instituição tem, acredito que o projeto tem todas as condições de ter sucesso e isso será fundamental para que possamos alcançar a meta total do Plano”, destaca.

Fonte: Assessoria de Comunicação do SENAR

Anúncios

Deixe seu comentário sobre este assunto:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s